Escolhendo uma gramática


por Prof. Fábio Cezar

Todo estudante da Língua Portuguesa, seja ele concursando, vestibulando, graduando ou estudante do Ensino Médio, no decorrer de seus estudos, depara-se com dúvidas comuns, como “qual a melhor gramática?”, ou, “qual devo comprar?”.

Embora possa parecer óbvia, esta não é uma pergunta fácil de responder. Antes de chegar à resposta, é preciso conhecer o perfil do estudante e o objetivo de seus estudos. Só assim será possível recomendar aquela gramática mais adequada às suas necessidades.

LINHAS TEÓRICAS: GRAMÁTICA NORMATIVA OU GRAMÁTICA DESCRITIVA

Antes de mais nada, é preciso saber que não há apenas uma gramática, ou uma maneira de ensinar a gramática, mas, diversas. Existem as mais tradicionais, com metodologia consagrada pelo tempo e pelo prestigio social que desfruta entre os falantes da língua, e ainda aquelas mais modernas e revolucionárias quanto à didática do ensino do idioma, resultado de novas abordagens linguísticas.

Da mesma maneira que a linguagem se transforma ao longo do tempo, a gramática também muda. Atualmente, as principais linhas teóricas são a Tradicional e a Descritiva.

A Gramática Tradicional trata problemas de linguagem que não existem mais, estando com a maioria de seus conceitos teóricos desatualizados em relação aos atualmente adotados pela Linguística. Embora a Gramática Tradicional reconheça a sociolinguística e a variação dos dialetos, renega-os.

No que se refere à linguagem oral e suas variantes, a Gramática Descritiva destaca-se, por levar em conta a linguagem como um fenômeno em evolução. Entretanto, apesar de moderna, a Gramática Descritiva adota um discurso mais científico, trabalhando a língua como objeto de estudo e pesquisa. Já a Gramática Tradicional tem obtido maior sucesso no ensino, por apresentar um enfoque pedagógico.

Apesar das diferenças, cada uma tem suas vantagens e desvantagens e, muitas vezes explicam e completam-se.

Não é nossa intenção pôr o estudante no meio desse “fogo cruzado”, mas, elucidar aquela dúvida na hora de decidir entre qual delas utilizar.

Entre normativas/prescritivas ou descritivas, básicas, intermediárias ou avançadas, etc., selecionei algumas gramáticas famosas e explico a diferença entre elas:

NÍVEL AVANÇADO - ENSINO SUPERIOR


Nova Gramática do Português Contemporâneo, de Celso Cunha e Lindrey Cintra

Segue a linha teórica descritiva. Usa uma linguagem clara e atual. Indicada para estudantes do Curso Superior e professores como material de apoio. Nível avançado.



Moderna Gramática Portuguesa, de Evanildo Bechara

Também possui uma abordagem descritiva. Título constante na maioria das bibliografias de concursos públicos. No entanto, é mais indicada como um livro de referência e consulta, e não para estudo diário, pois é bastante profunda e sua linguagem rebuscada. Como a gramática de Celso Cunha, esta é indicada para estudantes do Curso Superior e professores como material de apoio. Nível avançado.


Fundamentos de Gramática do Português, de José Carlos de Azeredo


Organizada em 2 partes: I. Natureza, estrutura e funcionamento da linguagem; II. Estrutura da forma gramatical: Fonética e Fonologia, Morfologia, Sintaxe.

Apresenta uma proposta renovadora do ensino do português, levando à observação dos fatos da língua. Indicada para professores, pesquisadores e estudantes de Letras.

NÍVEL INTERMEDIÁRIO - CONCURSOS PÚBLICOS



Gramática para Concursos, de Marcelo Rosenthal

Traz uma abordagem teórica básica de todos os principais conteúdos sempre presentes em concursos, além de vários exercícios com gabaritos minuciosamente comentados. Rosenthal também apresenta comparações entre os conceitos dos principais gramáticos, como Evanildo Bechara, Celso Cunha e Rocha Lima. Há um capítulo sobre interpretação de texto e tipologia textual. Apesar da quantidade de questões, o livro deixa a desejar quanto a explicação em alguns momentos.


Gramática da Língua Portuguesa para Concursos e Vestibulares, de Nilson Teixeira de Almeida

Transversal a todas as bancas examinadoras, inclusive, bancas de concursos vestibulares, colégios técnicos e militares. Com uma linguagem clara, vai direto ao assunto. Este, particularmente, considero um livro bem completo, tanto para estudantes de Nível Médio, como para candidatos a concursos públicos e vestibulares. É uma gramática de nível intermediário, para quem deseja se aprofundar. (Junto da gramática do Celso Cunha, atualmente esta é a minha gramática predileta!).


Gramática Completa para Concursos e Vestibulares, de Nilson Teixeira de Almeida

Destaca-se pelo enfoque bem didático. Possui um formato compacto, por isso mesmo, talvez, não seja tão completa como a anterior. Em compensação, traz 500 questões com gabarito comentado.


NÍVEL BÁSICO - ENSINO MÉDIO

Para estudantes do Ensino Médio e candidatos a concursos militares do mesmo nível, cito alguns nomes:


Curso Prático de Gramática - Vol. Único - Edição Reformulada, de Ernani Terra

Esta é ideal para quem precisa começar ou recomeçar os estudos de Português. Seu conteúdo é abrangente e a linguagem fácil. Os textos são atraentes e as explicações bem didáticas, com algumas observações sobre a linguagem cotidiana. É bem colorida e ilustrada, por isso, atraente para os mais jovens.


Novíssima Gramática Ilustrada, de Luiz Antonio Sacconi

Esta é uma gramática considerada tradicional e conservadora. Saconni é apontado por linguistas como dogmático, autoritário e sua abordagem didática, preconceituosa. Apesar de tudo, há quem goste e recomende. Pesquise, compare e tire suas próprias conclusões.


Gramática da Língua Portuguesa, de  Pasquale Cipro Neto e Ulisses Infante

Professor Pasquale é conhecido por ensinar o padrão culto do português de forma rigorosa. Com uma proposta prescritiva, Gramática da Língua Portuguesa trabalha os conteúdos gramaticais através de exemplos pautados em textos literários, jornalísticos e publicitários, utilizando o que os autores consideram exemplos de um português "correto". Boa para estudantes do Ensino Médio.


Português Urgente, de Reinaldo Pimenta

Com um método simples e rápido, esta gramática consegue realmente aquilo que propõe. A didática é inovadora para quem deseja aprender, mas não precisa de aprofundamentos teóricos. Destaque para os esquemas apresentados. Recomendo, após seu estudo, seguir para uma de nível intermediário, como as do Nilson Teixeira.

CONCLUSÃO

Resta-nos dizer que, com tantas possibilidades de títulos disponíveis para os estudantes e candidatos a concursos e vestibulares, fica realmente difícil decidir comprar uma gramática adequada. Lembramos que todas as gramáticas recomendadas aqui são sugestões pessoais, que não devem ser tomadas como a última palavra. Também é válido dizer que um único livro não consegue abordar todas as possibilidades de uma língua. Para ter um conhecimento mais completo, o ideal é consultar sempre mais de um autor. Apesar da sua importância, o livro somente não garante aprovação. Entretanto, não é a aquisição desse ou daquele livro que garante a alguém a aprovação. Não há milagres ou fórmulas sendo vendidos em livraria alguma. O profissional apto a conduzir os alunos em seus estudos é o professor. O livro é apenas um recurso, um suporte.  O segredo ainda é dedicar-se e estudar muito.

Professor Fábio Cezar

4 comentários:

  1. Professor, iniciei um curso de nível médio na Casa de Cultura Portuguesa da Universidade Federal do Ceará. Lá a professora indicou a Gramática do Bechara. No entanto, achei a linguagem bem difícil e não conseguia compreender muita coisa. Isso estava me desmotivando. Assim, adquiri a Gramática para concursos do Nilson, ainda não recebi, mas estou na dúvida se fiz a escolha certa. De que forma posso trabalhar com as duas gramáticas, com a do Bechara e a do Nilson?

    ResponderExcluir
  2. Estudo para concursos e estava em dúvida na do Nilson, agora não há mais dúvida, vou adquirir já! Gostei das sugestões!

    ResponderExcluir
  3. Não citou a do Napoleão nem a do Cegalla, em minha opinião as duas melhores dentre as tradicionais avançadas.

    ResponderExcluir
  4. gostei do site me ajudou muito na escolha da gramatica . obrigado por ajudar um leigo enxerido

    ResponderExcluir