10 dicas importantes de interpretação

Fábio Cezar
fabiocezar@msn.com

É comum ouvir por parte de quem presta concursos ou vestibulares um argumento muito comum. Segundo esse argumento, a interpretação de textos seria algo pessoal e dependeria do ponto de vista de cada um. É claro que tal afirmação não passa de um sofisma, que nada apresenta de conclusivo.

Na verdade, qualquer um pode ser capaz de interpretar bem um texto. Claro que, alguem sem hábito de leitura, sem conhecimento teórico e prática de interpretação, será malsucedido nesta tarefa.

Vejamos algumas dicas importantes:

1. Não adianta querer entender aquilo que você não conhece ainda. Antes de mais nada, leia o texto por completo. Uma primeira leitura deve ter como objetivo adquirir uma visão geral do tema abordado;

2. Uma segunda e terceira leituras serão sempre mais profundas do que uma única leitura superficial;

3. Não interrompa o texto ao deparar-se com palavras desconhecidas. Apoie-se no contexto do parágrafo para compreender o sentido;

4. A cada parágrafo lido, faça uma pequena pausa para assimilar a ideia transmitida;

5. Sua opinião não importa nesse momento. Por isso mesmo, não deixe que suas ideias prevaleçam sobre as do autor;

6. Não adianta ler o texto com atenção, e deixar de lado os enunciados das questões. É preciso interpretar também o enunciado de cada questão;

7. Quando uma ideia for apenas sugerida pelo autor, procure um fundamento de lógica objetiva, isso é, impessoal;

8. Não procure a verdade exata para aquela resposta, mas a opção que melhor se enquadre ao texto;

9. Em um texto dissertativo, procure verificar os parágrafos que estabelecem sua estrutura, ou, a introdução, o desenvolvimento e a conclusão. Ficará mais claro definir o que é argumentação e o que é síntese;

10. Interpretação não depende "de cada um", como algo subjetivo, pessoal, mas, sim, do que está escrito. Cabe ao leitor compreender o texto como ele é, e não tentar colocar a sua própria opinião.

Um comentário:

  1. É... Acho que o mais dificil para mim é essa história de buscar a resposta mais possível, "a opção que melhor se enquadre ao texto" ainda vai, poi vale o que estæ escrito, heis a verdade buscada... Mas ja vi professor de concurso mandado buscas a melhor opção para o contexto e não para o texto, pra mim isso é delírio...

    ResponderExcluir